quarta-feira, 12, junho, 2024
22 C
Cuiabá

Vítimas de violência sexual passam a ter prioridade para vacinação contra o HPV em MT

Mais lidos

Por: Fernanda Nazário/SES

A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT) incluiu as vítimas de violência sexual ainda não vacinadas contra o papilomavírus humano no grupo prioritário para vacinação contra HPV. A faixa etária contemplada é de 9 a 45 anos, conforme as diretrizes do Ministério da Saúde, que ampliou o público-alvo do imunizante.

A superintende de Vigilância em Saúde da SES, Alessandra Moraes, explica que as vítimas que se enquadram nesses critérios devem ser encaminhadas para qualquer unidade básica de saúde mais próxima para orientação e vacinação.

“A SES iniciou nesta semana um diálogo com os municípios para desenhar um fluxo padrão de atendimento desse novo público. O objetivo é que todos estejam alinhados para um resultado de qualidade no quesito acolhimento e imunização das vítimas”, diz a gestora.

A inclusão do novo público está prevista na Nota Técnica Nº 63, do Ministério da Saúde. Antes a vacina era aplicada somente em meninas e meninos de 9 a 14 anos, homens e mulheres de 9 a 45 anos transplantados, pacientes oncológicos em uso de quimioterapia e radioterapia, pessoas vivendo com HIV/Aids, imunossuprimidos por doenças e/ou tratamento com drogas imunossupressoras.

Em 2023, até o momento, a taxa de cobertura vacinal contra HPV em Mato Grosso é de 20,43% para meninos de 09 a 14 anos e 40,62% para meninas de 09 a 14 anos.

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br