segunda-feira, 4, março, 2024
29.1 C
Cuiabá

Sema moderniza parque computacional para garantir mais eficiência e confiabilidade de dados

Mais lidos

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) investiu R$1,5 milhão para modernização do parque computacional do órgão. Foram adquiridos, com recursos próprios, 200 computadores de mesa completos, que estão sendo distribuídos para as superintendências de Regularização e Monitoramento Ambiental (SRMA), Gestão Florestal (SUGF) e Fiscalização (SUF).

Nesses setores, grande parte do trabalho é desenvolvido por meio de análise de imagens de alta resolução oriundas de satélite e drone, demandando equipamentos de configuração avançada para processamento e manuseio dos arquivos e sistemas. A título de comparação, uma foto de câmera profissional em alta resolução e sem compressão pode chegar a 50MB, enquanto a imagem por satélite de todo o Estado de Mato Grosso, atualmente, pode chegar a 240GB.

“Essa aquisição faz parte do projeto de modernização da Secretaria, que já vem lançando novos sistemas e digitalizando todos os seus processos. Com esse investimento, temos uma infraestrutura mais adequada para melhor eficiência e inovação na prestação de serviços à população mato-grossense”, destaca o secretário adjunto de Administração Sistêmica, Valdinei Valério.

Conforme explica o gestor, para aquisição também foram observados os aspectos ergonômicos das telas, como regulagem de altura, para assegurar a saúde e segurança dos servidores.

O gerente de Atendimento e Suporte Técnico em Tecnologia da Informação, Leandro Dourado, explica que os novos equipamentos atendem as demandas específicas dos setores finalísticos do órgão, superando as especificações recomendadas pelos desenvolvedores dos softwares e sistemas utilizados na secretaria.

“Os computadores anteriores ainda possuíam discos mecânicos de armazenamento (mais lentos), grande parte adquiridos em 2019, 2018 e até mesmo em 2013, tendo obsolescência técnica, principalmente para especificidades da área finalística e não possuíam mais cobertura da garantia (o que compromete o tempo de manutenção em casos de problemas de hardware)”, explica o especialista.

As novas máquinas trarão para o parque computacional da Sema melhor desempenho, maior produtividade, melhor confiabilidade e aumento da vida útil.

Fonte: Juliana Carvalho/Sema-MT

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br