segunda-feira, 4, março, 2024
34 C
Cuiabá

Primavera do Leste marca presença no lançamento do PIB da Economia da Cultura e das Indústrias Criativas em São Paulo

Mais lidos

A economia da cultura e das indústrias criativas do Brasil foi uma grande protagonista em 2020, gerando um valor impressionante de R$ 230,14 bilhões, o que equivale a 3,11% do PIB do país. O dado é parte de um estudo do Observatório Itaú Cultural, com informações do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)e foi divulgado durante o lançamento da plataforma de mensuração do PIB da ECIC, realizado na última semana em São Paulo. O evento contou com a presença de diversas autoridades, incluindo o Secretário de Cultura de Primavera do Leste, Wanderson Lana, que representou a cidade no encontro.

O estudo, apresentado pelo Observatório Itaú Cultural com informações do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), evidencia a importância da cultura e das indústrias criativas para a economia brasileira. Durante o evento, foram debatidas políticas públicas culturais que têm potencial para impulsionar ainda mais o setor no país.

Lana, que também é coordenador da CIB de Mato Grosso (representante dos secretários e coordenadores de Cultura dos municípios), reforçou a relevância dos investimentos em cultura, como os mais de R$ 2,4 milhões em projetos culturais aprovados em Primavera do Leste através da Lei Aldir Blanc em 2020.

“A cultura é fundamental tanto para o desenvolvimento social quanto econômico do nosso país. Em Primavera do Leste, continuaremos investindo em iniciativas que promovam a diversidade e o acesso à cultura, beneficiando a população e fortalecendo a economia local”, pontua Lana.

Segundo dados do Observatório Itaú Cultural, em 2020, o Brasil contava com mais de 130 mil empresas de cultura e indústrias criativas em atividade. No quarto trimestre de 2022, o setor foi responsável por 7,4 milhões de empregos formais e informais, correspondendo a 7% do total de trabalhadores da economia brasileira.

O Secretário Wanderson Lana acompanhou ainda o lançamento dos editais para a cultura, como a Lei Aldir Blanc 2 e a Lei Paulo Gustavo, que prometem movimentar todos os setores culturais nos próximos meses e anos. A SECULT de Primavera do Leste planeja lançar em suas redes sociais um informativo mensal sobre os editais abertos, possibilitando maior acesso e participação dos trabalhadores da cultura.

A metodologia do PIB da Economia da Cultura e das Indústrias Criativas do Observatório Itaú Cultural foi desenvolvida por um grupo de pesquisadores liderado por Leandro Valiati, professor e pesquisador da University of Manchester e da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O indicador seguirá em constante aprimoramento, contribuindo para a compreensão e fortalecimento do setor cultural no Brasil.

Fonte: Hernandes Cruz

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br