quarta-feira, 21, fevereiro, 2024
33 C
Cuiabá

Prefeitura de VG apresenta potencial turístico, história e cultura na 30º edição da FIT Pantanal

Mais lidos

A prefeitura de Várzea Grande, por meio das secretarias de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Turismo e de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, está participando da 30ª edição da Feira Internacional do Turismo do Pantanal (FIT Pantanal 2023), que será aberta logo mais às 17h, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá. O município estará representado com dois stands, um para divulgação do potencial turístico, receptivo e para apresentação de ações e suporte para empresas e empresários do trade turístico e um outro espaço, onde o artesanato local poderá ser apreciado e comercializado.

No Salão do Artesanato, estarão expostos parte do acervo da Casa de Artes, como famosa e internacional tapeçaria das redeiras de Limpo Grande, numa ação da superintendência de Cultura do Município, junto com a Teceart. No Espaço dos Municípios, stand 17, a Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Turismo apresenta informações sobre o potencial da cidade, mostra de pontos turísticos e ainda informações relativas às linhas de crédito para fomento do setor que Várzea Grande intermedeia junto à Desenvolve MT. A FIT Pantanal é realizada pelo governo de Mato Grosso e pelo Sistema Fecomércio e segue até o dia 7.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Turismo, Charles Caetano Rosa, explica que essa 30ª edição é muito importante para Várzea Grande. “Acabamos de elaborar o primeiro Mapa do Turismo da Cidade, uma organização que vai tornar os pontos de visitações em um roteiro seguro e estruturado. Nossa secretaria acabou de completar seu primeiro ano, em março passado, e o turismo é o setor que traçamos como prioritário para nossa atuação em 2023. Várzea Grande não pode mais ser ‘ponto de passagem’, vamos criar políticas públicas, parcerias e atrativos para reter o visitante e torná-lo um turista”.

Ainda conforme Charles, no primeiro ano da Pasta a missão era tornar a secretaria um referencial ao setor empresarial da cidade, bem como uma porta de entrada para novos investidores. “Felizmente, cumprimos nossa meta primária, estreitamos a relação entre o Município e os setores que movem a economia local e conseguimos ser apoio de cada um, grande, médio e pequeno negócio que nos procurou em busca de linhas de crédito, consultoria e solução de pendências”.

PONTOS TURÍSTICOS – No final do ano passado, a Superintendência de Turismo deu início à catalogação de pontos turísticos que vão integrar o primeiro roteiro de visitações oficial de Várzea Grande, a partir de agora.

Fazem parte do Mapa do Turismo de Várzea Grande, a Orla da Alameda Júlio Müller, as comunidades de Passagem da Conceição, Bonsucesso e Limpo Grande, a Casa de Artes, a igreja Nossa Senhora da Guia e Nossa Senhora do Carmo, a Caixa D´Água da Avenida Filinto Müller, a Fundação Memorial Júlio Campos, o monumento ao fundador da cidade na praça general Couto Magalhães, na bifurcação entre as Avenidas Couto Magalhães com Ponce de Arruda. E não acabou: Várzea Grande oferta três parques urbanos: Flor do Ipê, Tanque do Fancho – ao lado do Paço Municipal – e Bernardo Berneck. A segunda maior cidade de Mato Grosso é referência aos católicos. Reúne semanalmente milhares de pessoas no Rincão do Meu Senhor, no Cristo Rei, um espaço que se tornou ponto obrigatório ao turismo religioso.

Fonte: Marianna Peres/Secom – VG

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br