domingo, 3, março, 2024
27 C
Cuiabá

Filha de fazendeira, psicóloga de MT se realiza na arte circense

Mais lidos

A psicóloga mato-grossense Luma Strobel, de 33 anos, decidiu fazer da arte circense a sua profissão. Apaixonada pela diversidade artística, ela se alegra ao ver como a vida das pessoas se beneficia com as atividades propostas pelo circo.

Luma é filha de fazendeira. Enquanto ainda era adolescente, conheceu o circo através da Igreja Evangélica que, nas dinâmicas de grupo, oferecia algumas atividades circenses. Ela abriu mão de cuidar das terras da família para se dedicar à arte.

“Minha família é do agro, trabalha com plantação de soja, de milho e ficou aquela coisa: ‘Agora o que você vai fazer? Vai seguir a gente?’. Existia uma expectativa, porém não uma pressão. Meus pais sempre me deram muita liberdade e foram incentivadores dos meus sonhos”, lembra.

Para tentar fazer algo relacionado ao agro e agradar os pais, a psicóloga iniciou o curso de veterinária, mas logo o abandonou porque o circo se tornou protagonista de sua vida. Mesmo não atuando diretamente na área, ela revela que a psicologia a ajuda muito por fazer com que não veja apenas a superficialidade de cada indivíduo.

Fonte: Enzo Três/Mídia News

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br