segunda-feira, 4, março, 2024
30 C
Cuiabá

Empaer e parceiros promovem Dia de Campo para mostrar desempenho do café Robusta Amazônico em MT

Mais lidos

A Empaer (Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural) e a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), promovem, no dia 28 de abril, o dia de campo “Desempenho de cafeeiros Robustas Amazônico no Cerrado do Mato Grosso”, no Campo Experimental e de Produção de Tangará da Serra (a 239 km de Cuiabá). O objetivo é mostrar os resultados preliminares do estudo da seleção dos genótipos com maior adaptação nos principais polos produtores de café localizados nas regiões norte e noroeste do estado.

A iniciativa, que conta com a parceria da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e da Prefeitura de Tangará da Serra, busca chamar a atenção dos cafeicultores quanto aos aspectos relacionados ao manejo sustentável da lavoura e a obtenção de maior eficiência dos cultivos. Em 2023 será colhida a primeira safra plena dos cafeeiros.

No dia de campo, serão demonstradas as diferenças entre as cultivares em estudos, os procedimentos relacionados à implantação dos cultivos para potencializar a obtenção da máxima produtividade, incluindo a produção de mudas de qualidade, e os aspectos relacionados ao manejo de pragas e doenças do cafeeiro.

O foco do evento é sensibilizar os agricultores quando a importância de se selecionar as melhores cultivares, além de fazer um bom preparo do solo para plantio e como identificar e manejar corretamente as principais pragas e doenças da cultura.

O público esperado é de 200 pessoas, entre extensionistas, estudantes de cursos técnicos e de graduação da área de ciências agrárias, produtores da região, gestores públicos e privados.

Serão quatro estações de difusão de conhecimento, sendo o primeiro apresentado pelo coordenador do Campo Experimental de Tangará da Serra, Welington Procópio que irá abordar sobre a produção de mudas clonais de qualidade.

Da segunda a quarta estação, a equipe da Embrapa irá apresentar sobre a implantação da lavoura: tratos culturais e manejo nutricional com João Maria Diocleciano; manejo integrado de pragas e doenças, com José Nilton Medeiros Costa; e finaliza com Marcelo Curitiba Espindula, que falará sobre o desempenho agronômico dos Robustas Amazônicos no cerrado mato-grossense.

A programação está prevista para começar às 8h com café da manhã e receptação e o termino às 12h15, com almoço.

Serviço
Dia de Campo Desempenho de cafeeiros Robustas Amazônicos no Cerrado do Mato Grosso
Quando e horário: 28 de abril, às 8h
Local: Campo Experimental e de Produção de Tangará da Serra
Público alvo: Extensionistas, estudantes de cursos técnicos e de graduação da área de ciências agrárias, produtores da região, gestores públicos e privados.

Fonte: Maricelle Lima Vieira/Empaer-MT

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br