segunda-feira, 4, março, 2024
34 C
Cuiabá

Desmatamento do Cerrado bate recorde em 2022

Mais lidos

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) revelaram que os níveis de desmatamento do Cerrado bateram recorde em 2022. De acordo com o Sistema Deter (Detecção de Desmatamento em Tempo Real), o Cerrado teve uma área desmatada de 4.091,6 km² de janeiro a julho do ano passado, a maior dos últimos quatro anos.

Em relação ao mesmo período de 2021, houve um aumento de 28,2% e, quando comparado aos primeiros sete meses de 2020, um crescimento de 50%, quando registrou 2.726,1 km². Já no fechamento do ano Deter, entre agosto de 2021 e julho de 2022, o desmatamento no Cerrado foi de 5.426,4 km². Isso representa um acréscimo de 11,5% sobre o penúltimo (4.866,6 km²) e 38,3% sobre o antepenúltimo (3.921,2 km²).

Além disso, 2022 ficou marcado com o segundo pior índice de desmatamento do Cerrado desde que o Deter foi lançado. O ano também registrou os piores números dos últimos três anos. A região do Matopiba, maior fronteira para o crescimento agrícola, foi onde mais se desmatou: Maranhão (1.255,5 km²), Bahia (1.232,0 km²), Tocantins (876,7 km²) e Piauí (691,5 km²).

Vale ressaltar que, além dos estados mencionados, o Cerrado também está presente em Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Distrito Federal, Rondônia e Pará, apesar de ser característico do Brasil Central.

Fonte: JUNIOR KAMENACH

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br