quarta-feira, 21, fevereiro, 2024
33 C
Cuiabá

VG: Obras do BRT fecham parcialmente a Avenida da FEB

Mais lidos

Por: Redação 2

As obras do BRT (BUS RAPID TRANSIT) em Várzea Grande, executadas pelo Governo do Estado de Mato Grosso vão exigir novas intervenções e mudanças no trânsito entre as duas maiores cidades do Estado, por isto um Plano de Desvio de Tráfego está sendo implementado a partir desta quarta-feira, 10 de janeiro, para diminuir ao máximo o impacto que isto causará nos condutores de veículos e nas pessoas que dependem do transporte coletivo.

Seguindo no sentido Várzea Grande para Cuiabá, no final da Avenida da FEB, o trânsito será desviado da avenida principal para a parte de concreto por onde trafegará o BRT e a Ponte Júlio Müller passará a ter apenas uma via de mão dupla, tanto para quem está indo para Várzea Grande como para quem está indo para a capital do Estado.

“São intervenções necessárias para atender as obras de pavimentação rígida e drenagem complementar na principal interligação entre Várzea Grande e Cuiabá, sendo a Ponte Júlio Müller, na região do Porto”, disse Cidomar Arruda, coordenador de Mobilidade Urbana da Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana.

Ele ponderou que o trânsito pesado que diariamente passa pela Avenida da FEB para acessar Cuiabá exige obras complementares para fazer frente ao trânsito que passará a contemplar o BRT.

“Com este Plano de Desvio de Tráfego, o acesso à Alameda Júlio Müller será fechado tanto para as obras na cabeceira da ponte.

As obras de pavimentação rígida são para encabeçamento do pavimento de concreto da ponte e para a conclusão do pavimento de concreto na área, lembrando que a duplicação da Ponte Júlio Müller que data de 2013/2014 visando o VLT nunca chegou a ser utilizada e agora necessitam ser adequada ao novo projeto de transporte coletivo.

As demais obras são de drenagem complementar com travessia da rede de drenagem que cruza a Alameda Júlio Müller.

O coordenador de Mobilidade Urbana de Várzea Grande, Cidomar Arruda, assinala que para diminuir o impacto no trânsito da principal ligação entre a cidade e Cuiabá, diversas rotas alternativas foram definidas e a Guarda Municipal prepara uma atuação mais efetiva será adotada para auxiliar no trânsito e permitir que o fluxo seja o menos impactado possível.

Rotas alternativas são sugeridas para se evitar a Avenida da FEB:

·       Acesso via Ponte Elisa Bocaiúva, mais conhecida como Ponte Nova que liga as Avenidas Dom Orlando Chaves no Grande Cristo Rei (Várzea Grande) a Avenida Miguel Sutil – Porto (Cuiabá), lembrando que no sentido Capital/Várzea Grande é possível acessar logo após a ponte, a direita a Rua Prefeito Napoleão José da Costa, que é paralela à Avenida da FEB e dá acesso ao trevo do Zero Km e ao Aeroporto Marechal Rondon ou ao Centro de Várzea Grande;

·       A Avenida Prefeito Murilo Domingos mais conhecida como 31 de Março, na lateral do Aeroporto Marechal Rondon acessando o Grande Cristo Rei até a Avenida Dr. Paraná com acesso à Ponte Sérgio Motta interligando a Avenida Beira Rio em Cuiabá. Essa interligação pode ser feita também vindo da Ponte Nova passando pela Avenida Dom Orlando Chaves e acessando a Ponte Sérgio Motta e a Avenida Beira Rio em Cuiabá (Região Leste);

·       Acesso pela Avenida da Guarita chegando a Avenida Ciríaco Cândia (Várzea Grande) ou Rodovia Mário Andreazza até chegar a Miguel Sutil (Região Oeste);

·       Acesso pela Rodovia dos Imigrantes em Várzea Grande passando pela Ponte JK até chegar a Cuiabá (Região Sul) no trevo que dá acesso a Santo Antônio do Leverger ou ao Grande Parque Cuiabá entre outros bairros.

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br