sexta-feira, 24, maio, 2024
22 C
Cuiabá

Unemat desenvolve aplicativo premiado para comunidade surda em parceria com o Corpo de Bombeiros

Mais lidos

Por: Hemilia Maia/Secom

Nesta segunda-feira (15.04), a equipe de servidores da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), composta pelos professores Robson Gomes de Melo e Nivaldi Calonego Junior e os militares do Corpo de Bombeiros de Cáceres, Major BM Leandro Jorge de Souza Alves e Coronel BM Luciana Bragança Brandão da Silva, venceu o Prêmio de Eficiência e Inovação na categoria Satisfação do Cidadão ou do Servidor com o aplicativo Chama o Bombeiro. A plataforma digital para atendimento de ocorrência da comunidade surda auxilia o usuário a pedir socorro com total independência.

O professor e doutor em Ciência da Computação da Universidade do Estado de Mato Grosso e coordenador do Centro de Inovação (Risc/Unemat), Robson Gomes de Melo, Professor Robinho, como é conhecido, juntamente com os membros da equipe recebeu a premiação de 200 mil reais durante a solenidade realizada no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, acompanhados da reitora da Unemat, Vera Maquêa. A ordem de classificação dos 10 vencedores de cada uma das três categorias do Prêmio, que recebeu 450 projetos nesta edição, só foi conhecida durante a cerimônia de premiação.

Robinho ressaltou a alegria de atingir positivamente o cotidiano do contribuinte. “Esse projeto é fruto de uma parceria que fizemos com o Corpo de Bombeiros, sem essa participação não conseguiria ser desenvolvida a solução”, menciona o professor, afirmando que espera participar das próximas edições.

O Prêmio organizado pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-MT), reconhece as 10 melhores práticas em cada uma das categorias estabelecias: Transformação Digital, Redução de Custos/Melhoria da Receita e Satisfação do Cidadão ou do Servidor com premiações em dinheiro e passagens aéreas nacionais e internacionais com direito a acompanhante.

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, recordou os momentos difíceis pelos quais o Estado passava, quando assumiu em janeiro de 2019. Lembrou que o governo não tinha sequer conseguido pagar o 13º salário dos servidores em 2018 e as medidas tomadas em seu primeiro ano de governo, que reverteriam o cenário desfavorável já em 2020, quando Mato Grosso começou a experimentar o superávit, sem esquecer de citar toda ajuda que recebeu.

“Nessa honrosa função de governador confesso que aprendi muito aqui no serviço público. Conheci profissionais tão competentes que eu nunca encontrei em toda a minha vida na iniciativa privada. Encontrei talentos em diversas áreas, pessoas com uma grande capacidade de fazer, de entregar, num ambiente onde, na minha opinião, isso não conspirava tão positivamente. E eu digo aqui a vocês, grande parte, grande parte das ideias e das ações que implementamos elas vieram da cabeça de servidores públicos de carreira, como muitos de vocês aqui. Não foi o governador que acordou um dia inspirado, ou trouxe da sua experiência de prefeito, ou até mesmo da minha vida pessoal e empresarial, as grandes sugestões, as grandes ideias implantadas”, revelou o governador.

Os vencedores receberam prêmios em dinheiro que variaram de 40 a 200 mil reais conforme a colocação. Além de receber as premiações em dinheiro e passagem com destino a escolher, os vencedores recebem o certificado Servidor Eficiente e Inovador em Práticas Públicas.

De acordo com o governador a economia gerada por apenas um desses projetos representa dez vezes o valor investido na premiação e isso significa eficiência. “A eficiência é um princípio Constitucional e, lamentavelmente, ele foi esquecido em 1988, quando se fez a atual Constituição”, pontua Mendes. “Em 1998, lembraram disso, colocaram na Constituição, mas, sempre repito, em muitos cantos desse país, esquecemos de praticar esse importante princípio da eficiência pública” complementa o governador, que diante dos resultados da primeira edição, já anunciou que dentro de 15 dias, fará o lançamento da segunda edição do prêmio.

Os projetos vencedores serão replicados em outros órgãos estaduais com a atuação do Laboratório de Inovação do Sistema Central de Inovação em Práticas Públicas do Poder Executivo do Estado de Mato Grosso (LabSin). A missão do LabSin é de estimular o intraempreendedorismo e a inovação com foco nas pessoas e em um serviço público de qualidade, a partir da cocriação, experimentação, proatividade, tolerância ao erro, trabalho em rede e geração de valor público.

Na categoria Redução de Custos/Aumento da Receita, o prêmio de primeiro lugar ficou para a prática “Painel de custo da administração fazendária – ferramenta para otimização dos custos fazendários”, desenvolvida por servidores da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz).

O 1º lugar na categoria Transformação Digital foi para a prática “Agilizando Decisões: a adoção do IndicaSUS e painéis em tempo real para gestão decisiva de dados durante e pós-pandemia em Mato Grosso, desenvolvido por servidores da Secretaria de Estado de Saúde (SES).

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br