quarta-feira, 21, fevereiro, 2024
33 C
Cuiabá

Mais de 50 mil produtores rurais já comunicaram estoque de rebanho ao Indea

Mais lidos

Mais de 50 mil produtores rurais já realizaram a comunicação do número de animais nas propriedades junto ao Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) desde o início da campanha, no dia 1º de maio.

A comunicação de rebanho é obrigatória. Na parte bovina, a campanha substitui a vacinação contra a febre aftosa, que não é mais necessária este ano, após 40 anos de imunização.

Além dos criadores de gado, os produtores rurais de outras dez espécies (búfalos, cabras, ovelhas, suínos, cavalos, jumentos, mulas, galinhas, abelhas e peixes) também precisam fazer a comunicação da quantidade de animais na sua propriedade junto ao Indea.

Desde o dia 8 de maio, o produtor rural que não fez a comunicação não consegue mais emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA), ficando impedido de comercializar os animais, exceto para abate.

Também existe a previsão de outras penalidades, como aplicação de multas, que podem chegar a soma de R$ 6 mil, para aqueles que não realizarem a comunicação no prazo. A campanha de atualização do estoque de rebanho termina dia 31 de maio.

Comunidades e Assentamentos
Produtores rurais instalados em comunidades e assentamentos também precisam fazer a atualização de estoque de rebanho. Servidores da autarquia têm realizado pontos volantes em áreas onde há grande quantidade de produtores rurais da agricultura familiar para garantir a atualização no sistema do Indea.

Na ultima sexta-feira (19.05), uma equipe esteve em Peixoto de Azevedo, no assentamento do Distrito de União do Norte – maior assentamento da América Latina, com 3,6 mil famílias assentadas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) -, para auxiliar os produtores da localidade a responder o questionário do informe de rebanho.

Fonte: Luciana Cury/Indea

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br