segunda-feira, 4, março, 2024
34 C
Cuiabá

Governo investe R$ 189,6 milhões para asfaltar a MT-130 em Paranatinga

Mais lidos

O Governo de Mato Grosso está investindo R$ 189,6 milhões para asfaltar toda a extensão da MT-130 no município de Paranatinga. Os valores englobam trechos que já foram asfaltados, trechos que estão em obra, construção de pontes de concreto e elaboração de estudos necessários para a chegada do asfalto.

Um trecho de 44,34 quilômetros da rodovia, entre Paranatinga e a comunidade de Sete Placas já foi completamente asfaltado. No momento, as equipes contratadas pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT) finalizam a sinalização. No total, foram investidos R$ 39,2 milhões nesta parte da estrada.

A Sinfra-MT ainda tem outros três contratos em execução para asfaltar a MT-130. Um deles, para asfaltar um trecho de 24 km da rodovia entre o entroncamento com a MT-240 e o distrito de Santiago do Norte, tem um terço da sua extensão pavimentada.

Também está sendo asfaltado um trecho de 86,98 km entre Santiago do Norte e o Rio Ronuro, na divisa de Paranatinga com Nova Ubiratã, dividido em dois lotes. A pavimentação já supera 60% desta extensão e as empresas trabalham para que todo o asfalto seja entregue ainda em 2023.

Além dos trechos citados, a Sinfra-MT também vai construir o Anel Viário de Paranatinga. Com 10,63 km de extensão, o objetivo da obra é retirar o trânsito de caminhões pesados de dentro do perímetro urbano da cidade, em um investimento de R$ 34,4 milhões.

O prefeito de Paranatinga, Marquinhos do Dedé, lembra que o asfaltamento da MT-130 irá beneficiar toda a população de Mato Grosso. “Asfalto é logística. Essa logística traz mais benefícios não só para Paranatinga, como para todos os municípios no entorno, desde o Vale do Araguaia até o Nortão. A gente fica muito feliz com esse trabalho do Governo do Estado”, afirmou.

Paranatinga é o quinto maior município de Mato Grosso em extensão territorial e o segundo em tamanho da malha rodoviária estadual. Apenas o trecho da MT-130 entre o perímetro urbano da cidade e o Rio Ronuro soma 238,7 km, distância superior à que separa Cuiabá de Rondonópolis, ou de Cáceres, por exemplo.

Há ainda um trecho de 83,42 km da MT-130 que passa dentro da Zona de Amortecimento da Terra Indígena Marechal Rondon. Para conseguir asfaltar este trecho, a Sinfra-MT contratou um Estudo de Componente Indígena, a partir do qual será executado um Programa Básico Ambiental Indígena, uma exigência para licenciar obras que passem por terras indígenas. Com um investimento de R$ 5,3 milhões, o Estudo deve ser finalizado no fim deste ano.

Para garantir as condições de trânsito na MT-130, a Sinfra-MT também realizou uma licitação e contratou uma empresa para realizar a manutenção preventiva e corretiva deste trecho não pavimentado.

“Paranatinga é uma nova fronteira agrícola de Mato Grosso. Além da MT-130, nós temos a MT-020 que liga até o Norte Araguaia e estamos pavimentando a MT-129 até Gaúcha do Norte. Será um grande ganho logístico para a região, que tem cada vez mais chamado a atenção de novos empreendimentos”, afirma o secretário de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira.

A Sinfra-MT ainda construiu duas pontes de concreto na MT-130. Uma sobre o Rio Jatobá, próximo a Santiago do Norte, com 41 metros de extensão, e outra sobre o Rio Córgão, no trecho do Anel Viário, com 60,55 m. As duas pontes representam um investimento de R$ 5.977.724,76.

Fonte: Guilherme Blatt/Sinfra-MT

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br