segunda-feira, 4, março, 2024
34 C
Cuiabá

Secel promove consulta pública sobre investimentos previstos pela Lei Paulo Gustavo

Mais lidos

A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso (Secel-MT) realizará quatro escutas públicas para ouvir a classe artística beneficiada pela Lei Paulo Gustavo sobre investimento na cultura. Os eventos serão on-line nos dias 15, 16, 22 e 23 de maio, sempre entre as 19h e 21h (no horário de MT), e transmitidos no canal oficial do YouTube da secretaria, no perfil www.youtube.com/@secelmt.

As instituições, Organizações da Sociedade Civil (OSCs) e empresas culturais que desejarem participar nos debates das reuniões on-lines poderão se inscrever pelo e-mail: [email protected].

Devem ser encaminhados ao e-mail o nome da instituição, CNPJ, telefone de contato do WhatsApp e nome do representante. Artistas, produtores culturais, articuladores e público em geral poderão participar do debate no chat do canal do YouTube.

Políticas públicas
O secretário adjunto de Cultura da Secel-MT, Jan Moura, destaca a importância do Governo de Mato Grosso em ouvir a população para aprimorar as políticas públicas.

“Nós fazemos questão, e é um compromisso do Governo do Estado de Mato Grosso, de olhar para a sociedade, escutar a sociedade e receber as demandas e a própria lei incentiva essas escutas”, afirma.

Ele explica que a lei, elaborada no contexto da pandemia da covid-19 para o segmento audiovisual, destinará recursos para fortalecer a produção, circulação e salas de cinema e demais áreas. “A ideia é que nós possamos ouvir os principais desafios, entender as expectativas dos trabalhadores da cultura e dar resposta mais assertiva a partir dos desafios reais”, completa.

As reuniões serão divididas por eixos regionais. Durante o período, a Secel também vai disponibilizar um link para consulta pública, até 2 de junho.

Sobre a Lei Paulo Gustavo
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou na quinta-feira (11.05) o decreto para regulamentar a Lei Paulo Gustavo (Lei Complementar nº 195/2022), em Salvador. A legislação leva o nome em homenagem ao ator que morreu em maio de 2021, aos 42 anos, por complicações da covid-19.

Serão liberados pelo governo federal R$ 3,8 bilhões do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) e fontes de receita do Fundo Nacional de Cultura (FNC) para municípios, estados e o Distrito Federal investirem na produção de eventos culturais, de acordo com a Agência Brasil.

Do total, R$ 2 bilhões são aos estados e R$ 1,8 bilhão aos municípios para produções artísticas e culturais, como artes digitais, fotografia, cinema, música, dança, pintura e escultura.

A Secel estima o investimento de R$ 34,9 milhões, para produção audiovisual, geridos pelo governo estadual (incluindo R$ 9,1 milhões para os demais segmentos artísticos), e mais R$ 34 milhões de verba destinados aos municípios que serão aportados pela lei.

Fonte: Jonas da Silva/Secel-MT

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br