quarta-feira, 12, junho, 2024
32 C
Cuiabá

Inscrições para o “Enem dos Concursos” começam nesta sexta-feira (19/1)

Mais lidos

Por: Redação 2

As inscrições para o Concurso Público Nacional Unificado (CPNU) estão abertas a partir desta sexta-feira, 19 de janeiro, e podem ser feitas até o dia 9 de fevereiro. O “Enem dos Concursos”, que vai selecionar candidatos para ocupar 6.640 vagas em 21 órgãos públicos federais, terá prova no dia 5 de maio, com previsão de participação de mais de 3 milhões de candidatos. O prazo para pedido de isenção da taxa de inscrição é de 19 a 26 de janeiro.

Para se inscrever, o candidato deve acessar sua conta na plataforma Gov.br. Serão aceitos todos os níveis de conta (ouro, prata ou bronze). Em seguida, é necessário preencher os formulários e anexar os documentos exigidos no edital. No momento da inscrição, o candidato vai escolher um dos oito blocos temáticos.

A Fundação Cesgranrio, instituição selecionada como banca organizadora, desenvolveu o portal exclusivo para a aplicação do CPNU. Um TUTORIAL em PDF está disponível para baixar, com todos os detalhes do sistema de inscrição (clique na imagem abaixo para acessar a área de login e fazer a sua inscrição).

As provas serão aplicadas simultaneamente em 220 cidades de todo o Brasil. Com isso, 94,6% da população do país estará a até 100 km de um local de prova do concurso. Ao todo, estão previstos 5.141 locais de aplicação. “Fica mais fácil para todo mundo fazer a prova”, defendeu a ministra da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, durante entrevista no programa “Bom dia, Ministra”.

“São mais de 20 órgãos trabalhando juntos, com acompanhamento muito próximo da CGU e do TCU, para garantir que o processo tenha a maior lisura possível. A gente tem uma rede de segurança, coordenada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, que inclui Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e todas as forças de segurança nos estados. Todo mundo vai atuar junto para garantir total lisura na realização da prova e evitar qualquer tipo de fraude, qualquer coisa que possa ameaçar o concurso”, detalhou a ministra.

BLOCOS TEMÁTICOS — As vagas são divididas em oito blocos temáticos, com oportunidades para candidatos de nível médio e superior. Uma única inscrição valerá para concorrer a um posto em mais de um órgão, desde que dentro do mesmo eixo temático.

“A gente percebeu que os ministérios tinham muita dificuldade de fazer um concurso. Justamente por estarem há vários anos sem concurso, os ministérios tinham perdido a capacidade. E a gente começou a perceber que os concursos que abriram eram só em Brasília. Se eu fizer um concurso só em Brasília, vou selecionar pessoas muito qualificadas, mas eu não estou garantindo a diversidade do Brasil para entrar no serviço público brasileiro. Quanto maior a diversidade que a gente tiver, maior vai ser a capacidade de pensar boas políticas públicas. E, aí, a gente teve essa ideia de fazer concurso em vários locais”, argumentou Esther Dweck.

PROVA — A taxa de inscrição será de R$ 60 para vagas de nível médio; e de R$ 90 para vagas de nível superior. Estão isentos desse pagamento os candidatos que integram o Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico); aqueles que cursam ou cursaram faculdade pelo Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) ou pelo Programa Universidade para Todos (ProUni); assim como aqueles que realizaram transplante de medula óssea.

O exame será dividido em dois turnos no mesmo dia, com questões objetivas e dissertativas. A Fundação Cesgranrio será a responsável pela aplicação. A divulgação dos resultados das provas objetivas e preliminares das provas discursivas e redações será no dia 3 de junho. Os resultados finais serão anunciados em 30 de julho. Em 5 de agosto terá início a etapa de convocação para posse e realização de cursos de formação.

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br