segunda-feira, 4, março, 2024
29.1 C
Cuiabá

Exposição apresenta artesanatos e pinturas produzidos por jovens do Sistema Socioeducativo

Mais lidos

O Sistema Socioeducativo de Mato Grosso realiza a 1ª Expocase Cultural, no Centro de Cultura Valdon Varjão, em Barra do Garças (515 km de Cuiabá). O evento começou nesta quarta-feira (19.04) e segue até esta quinta-feira (20.04), com a exposição de artesanatos e pinturas confeccionados por oito adolescentes infratores, com média de idade de 17 anos, que cumprem medidas no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), localizado na cidade.

De acordo com o diretor do Case de Barra do Garças, Wanderson Abreu, os produtos, como a pintura em tela, são resultados do projeto “Colorindo a vida”, desenvolvido por profissionais do socioeducativo.

“Essa apresentação dos trabalhos na Expocase Cultural é muito relevante para os adolescentes, pois o projeto trabalha a criatividade, a concentração integração social, bem como diminui consideravelmente a ansiedade de cada um durante o processo de cumprimento da medida de socioeducação, além de permitir que eles sintam a valorização dos seus trabalhos por parte das pessoas que passam pela exposição”, ponderou.

A secretária adjunta de Justiça, da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Lenice Silva dos Santos Barbosa, afirmou que a exposição é uma oportunidade de mostrar o trabalho desenvolvido nas unidades, e que a intenção é levar a iniciativa para os demais Centros de Atendimentos do Estado.

“Estamos sempre desenvolvendo projetos culturais no interior das unidades e esta é a primeira Expocase de muitas que vamos realizar. A cultura é um eixo do Sistema Nacional de Atendimento do Socioeducativo. Isso é extremamente importante para a reinserção social desses jovens autores de atos infracionais, bem como é uma oportunidade da sociedade conhecer o trabalho realizado pelo Sistema Socioeducativo com esses jovens. A sociedade precisa estar presente na execução dessa medida, como também o adolescente precisa ter esse elo com a sociedade”, observou.

Lenice ressaltou que projetos como estes fazem parte de um novo modelo de fazer socioeducação que vem sendo oportunizado com os investimentos feitos pelo Governo do Estado no Sistema Socioeducativo.

“Com mais investimento, a gente tem mais estrutura. Com mais estrutura, a gente consegue realmente avançar na política de reinserção social desses jovens autores de atos infracionais”, manifestou.

O evento tem, ainda, a participação especial do grupo Abra Kadabra, da UFMT, e da poetiza e escritora Marinalva Marques. Para incentivar a leitura, os visitantes que doarem um livro ou gibi levarão uma muda de planta para casa.

A exposição é aberta para toda comunidade mato-grossense, especialmente do Vale do Araguaia.

Fonte: Assessoria

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br