segunda-feira, 4, março, 2024
30 C
Cuiabá

Bombeiros se distribuem às margens do Rio Canabu para combater incêndio em parque estadual

Mais lidos

Por: José Lucas Salvani/Secom

Cerca de 30 militares do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso se distribuem em quatro pontos estratégicos ao longo das margens do Rio Canabu para combater o incêndio que atinge o Parque Estadual Encontro das Águas, entre Poconé e Barão de Melgaço, neste sábado (21.10). O fogo está contido em uma área alagada.

“Nossa ação tem como principal objetivo evitar que o fogo vá para o outro lado do rio. Se isso acontecer, as chamas podem avançar no sentido norte do parque. Trabalhamos arduamente para que isso não aconteça, tendo em vista que prezamos pela preservação do meio ambiente, do Pantanal, um bioma tão rico e único”, explica o comandante do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), tenente-coronel Marco Aires.

Os pontos de combate foram definidos de acordo com a direção do vento e maior proximidade de recursos hídricos para que os bombeiros possam fazer o uso de motobombas para o combate direto conciliado com os lançamentos de água pelas aeronaves do Grupo de Aviação Bombeiro Militar (GAVBM).

“Usamos nosso avião para diminuir a intensidade das chamas com a descarga de água, aumentando a umidade na região. Isso faz com que a propagação do fogo perca sua força e contribui para que os Bombeiros nos rios possam fazer um combate direto com mais celeridade”, explica o tenente-coronel.

O incêndio também é monitorado remotamente desde o início de outubro com satélites de alta tecnologia da Sala de Situação Central, localizada no BEA, em Cuiabá. O monitoramento é importante para entender o cenário macro da região e orientar os bombeiros em campo.

“Todas nossas estratégias são definidas para que os bombeiros possam acessar o fogo de forma muito mais rápida e, principalmente, com segurança. Nos próximos dias, essas ações podem mudar de acordo com o cenário, sempre favorecendo a realização de um combate mais eficiente”, afirma o comandante do BEA.

Por ser uma área alagada, as equipes acessam o incêndio com embarcações.

Fiscalização

Além das ações de combate, o Corpo de Bombeiros também fiscaliza o uso irregular do fogo no Pantanal junto à Polícia Penal. Desde sexta-feira (20), 16 agentes de fiscalização estão na região para fazer a prevenção ativa, com orientações aos proprietários para não fazer o uso do fogo e responsabilizar criminosos com multas.

“As novas equipes enviadas na sexta-feira foram para fiscalizar, mas também estão prontas para combater o fogo caso seja necessário. Vamos multar quem for pego fazendo o uso irregular do fogo e também orientar moradores sobre as consequências desse crime”, diz o comandante.

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br