quarta-feira, 29, maio, 2024
24 C
Cuiabá

UFMT promove Dinter com universidade do Equador

Mais lidos

Por: Redação 2

A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), através do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde (PPGCS) e da Secretaria de Relações Internacionais (Secri), divulgou o primeiro processo seletivo do Programa de Doutorado Interinstitucional (Dinter), voltado para a formação dos professores da Universidade Técnica de Ambato, no Equador.

Este é o primeiro Dinter da UFMT com um parceiro estrangeiro, representando um marco para a Instituição tanto do ponto de vista da internacionalização, quanto da pesquisa e da extensão.

“A ocorrência desse tipo de ação em nível internacional demonstra a ampliação da inserção internacional da UFMT . Nesse caso, uma ação no contexto sul-sul que é tão importante para o desenvolvimento dos países regionais. Mas especificamente, para o PPGCS, tem-se também que o aumento da inserção internacional explícita no documento de avaliação de área”, afirmou o Pró-Reitor de Ensino de Pós-Graduação (Propg), professor Jackson Resende.

Até este momento, a parceria entre a UFMT e a Universidade de Ambato era focada principalmente na mobilidade acadêmica de graduação. Entretanto, através de um trabalho de aproximação e levantamento de demandas liderado pela Secri, surgiu oportunidade para um acordo a nível de pesquisa e pós-graduação.

“A Secri tem essa função de prospectar oportunidades de colaboração internacional e um dos nossos focos tem sido no campo da pesquisa, porque são parcerias que nos dão condição de criar relações mais duradouras de colaboração internacional”, explicou o Secretário de Relações Internacionais, professor Lucas de Oliveira Sousa.

O Dinter é também um marco para o PPGCS; além de expandir as ações de internacionalização, número de alunos e de publicações – todos fatores importantes de avaliação de um Programa de Pós-Graduação – permite uma expansão dos campos de pesquisa e a criação de novos vínculos profissionais.

São quatro linhas de pesquisa do PPGSC que estão integradas ao Dinter, Farmacologia, Biologia Molecular/Genética, Fisiologia/Bioquímica e Epidemiologia, com oito professores envolvidos para atenderem uma primeira turma de 15 docentes do Equador.

“Para o nosso programa isso será importante não apenas pela pesquisa e internacionalização, mas também porque estaremos formando professores de outra instituição em um país da América Latina que precisa deste apoio para o seu desenvolvimento”, afirmou a Coordenadora do PPGSC, professora Renata Slhessarenko.

De acordo com o professor Lucas Souza, um processo de colaboração similar aconteceu com o Brasil em décadas atrás, com grande mobilidade entre os pesquisadores daqui e dos Estados Unidos e da Europa, o que permitiu o desenvolvimento dos nossos Programas de Pós-Graduação. “E agora podemos fazer isso com nossos parceiros da América Latina”, completou.

As inscrições devem ser realizadas por processo protocolado no Sistema Eletrônico de Informação (SEI), entre 20 de outubro e 10 de novembro.

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br