quinta-feira, 30, maio, 2024
24 C
Cuiabá

Sema-MT devolve 8 animais silvestres para seu habitat natural

Mais lidos

Por: Giovana Giraldelli/Sema

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) realizou a soltura de 8 animais silvestres na baixada Cuiabana nesta semana.

Os animais soltos foram seis aves, sendo duas das espécies carcará, uma jandaia, uma coruja suindara, um falcão-de-coleira, um falcão quiriquiri, além de um gambá e um tamanduá. Veja aqui o vídeo.

Aves 
Os carcarás foram encontrados em diferentes situações. Um foi resgatado em um parque e não conseguia levantar voo e o outro foi recebido por meio de entrega voluntária e estava com uma lesão na pata.

A jandaia teve entrada no Hospital Veterinário da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) apresentando sangue nas narinas. Já o falcão-de-coleira foi encontrado caído na rua, no bairro CPA 3, em Cuiabá e o falcão quiriquiri foi resgatado pela Sema em uma empresa.

Após tratamento adequado e completa reabilitação, as aves puderam voltar ao seu habitat natural.

A 6ª ave foi uma coruja encontrada por um civil e apresentou incapacidade de voo, saúde debilitada, desidratação severa e escore corporal baixo.

Após tratamento médico e alimentação balanceada, a ave foi transferida para um recinto onde foi possível treinar voos, o que a tornou apta ao retorno para a natureza.

Mamíferos 
O gambá foi encontrado no Centro Político Administrativo, sem sinais de lesão e foi solto de forma imediata.

Já o tamanduá foi resgatado pela Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA) no bairro Santa Rosa, em Cuiabá, preso a uma rede e encaminhado para uma clínica, onde se verificou apenas ferimentos leves. Após alta, foi solto em uma região de mata em Chapada dos Guimarães.

Orientações
A Sema orienta que, ao se deparar com crimes contra animais silvestres, a população denuncie por meio da Ouvidoria no número 0800 065 3838, ou em uma das unidades regionais.

Se encontrar animais silvestres que necessite de resgate, acione a Polícia Militar pelo 190 ou o Corpo de Bombeiros pelo 193. O procedimento é importante para evitar riscos desnecessários tanto a saúde do animal como ao cidadão.

(Orientação de texto Renata Prata).

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br