terça-feira, 5, março, 2024
25 C
Cuiabá

Bolsa Técnico do projeto Olimpus ajuda na formação de esportistas em Mato Grosso

Mais lidos

Um dos mais robustos programas de investimento no esporte do país, o projeto Olimpus, do Governo de Mato Grosso, tem fomentado também o trabalho dos treinadores esportivos mato-grossenses. Implementado por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), o programa garante, atualmente, bolsas mensais a 65 técnicos, dentre os quais Elves Pinho, de Peixoto de Azevedo.

À frente da equipe de atletismo do município, que fica a quase 700 km de Cuiabá, o profissional de educação física atua como treinador há 18 anos e já revelou diversos talentos do esporte estadual, nacional e internacional. Elves é o responsável, por exemplo, pela base esportiva do atleta de salto triplo, Almir Junior, que competiu nas Olímpiadas de Tóquio 2021.

Para ele, o auxílio financeiro do programa Olimpus tem sido fundamental para desenvolver muitas outras potencialidades esportivas de Mato Grosso.

“É a primeira vez na minha trajetória esportiva que tive o reconhecimento e a valorização pelo poder público. Hoje faço parte do grupo de treinadores beneficiados com bolsa técnico e, em nome do secretário Jefferson Neves, quero agradecer ao Governo do Estado por esse incentivo que nos dá força para continuar nosso trabalho”, destaca.

Elves Pinho continua atuando na formação de atletas, da iniciação ao alto rendimento, na Vila Olímpica de Peixoto de Azevedo, espaço esportivo que atende cerca de 60 crianças e 20 adultos. De lá serão quatro atletas competindo no Troféu Brasil de Atletismo, maior evento da modalidade na América Latina, que será realizado de 06 a 09 de julho, em Cuiabá.

Um dos atletas treinados por Elves Pinho é Gilvan Costa, atual vice-campeão Sul-Americano de Atletismo sub-18 na prova de salto triplo, e que também é beneficiado pelo programa Olimpus, com Bolsa Atleta na categoria Nacional. Fazem ainda parte da equipe outros destaques mato-grossenses, como os esportistas Arielton Santos e Marco Antônio Moreira, revelações nas provas de 100m e de salto em distância, respectivamente.

Para o secretário da Secel, Jefferson Carvalho Neves, a atuação de profissionais como Elves é essencial para o desenvolvimento das habilidades técnicas dos atletas mato-grossenses, garantindo ainda mais conquistas esportivas para o Estado.

“Com o programa Olimpus, conseguimos oferecer condições para que atletas e técnicos se dediquem aos treinamentos e tenham o pleno desenvolvimento de sua carreira esportiva. E o Elves, lá de Peixoto, é um exemplo de como essa política pública de incentivo é importante, tanto do ponto de vista de conquistas como de fortalecimento das práticas esportivas por todo o Estado”, conclui Jefferson.

Bolsa Técnico MT

Com a perspectiva de contemplar o segmento esportivo como um todo, o Governo de Mato Grosso inovou e criou a modalidade Bolsa Técnico, que também faz parte do Projeto Olimpus.

Em sua segunda edição, o edital de 2022 conta com investimento de R$ 1,04 milhões e atende atualmente 65 técnicos selecionados nas categorias base, nacional e internacional.

Dentre os selecionados estão treinadores de diferentes municípios mato-grossenses e  de modalidades esportivas diversas, que incluem atletismo, futsal, handebol, karatê, wrestiling, tênis de mesa, judô, vôlei, taekwondo e kung fu, além de treinadores de atletas com deficiência.

Fonte: Cida Rodrigues/Secel-MT

- Publicidade -
960x120
- Publicidade -

Últimas notícias

Feito com muito 💜 por go7.com.br