Home Editorias Economia Situação agrava e MT decreta emergência em mais 8 unidades da Saúde...
Prefeitura Roo
Fullbanner1

Situação agrava e MT decreta emergência em mais 8 unidades da Saúde – veja quais

Fonte: RD News
Secretário de Saúde Gilberto Figueiredo em entrevista; ele é um dos que assinam decreto de calamidade na área. Foto: Rodinei Crescêncio.

Por causa da crise, mais oito unidades de saúde estão em situação de emergência em Mato Grosso. Isto porque o governo decretou situação de emergência por falta de licitações, servidores e recursos. Além disso, o Executivo prorrogou o prazo emergencial para outros hospitais do interior.

As que estão em situação de emergência são o Centro Integrado de Assistência Psicossocial Adauto Botelho, Serviço de Atendimento Móvel (Samu), Superintendência de Assistência Farmacêutica, MT Hemocentro, Cridac, Cermac, Leacen e Superintendência de Obras da pasta.

O decreto desta quarta (20) ainda prorrogou por mais 180 dias a situação de emergência para o Hospital Metropolitano de Várzea Grande e também para os regionais de Sorriso, Alta Floresta, Colíder, Rondonópolis, Cáceres e Sinop.

De acordo com o decreto, o Estado adotou tal medida por falta de servidores e por dívidas acumuladas com fornecedores. O governo também pontuou que falta licitações direcionadas a todas as unidades da saúde. Tudo isso “nos ínfimos 60 (sessenta) dias da atual gestão administrativa da pasta da saúde”, relata a publicação.

Inclusive, as empresas estariam deixando de disponibilizar orçamentos para novas licitações. “As prestadoras que alegam não ter interesse em participar das licitações em razão do temor de não recebimento”.

Por fim, o governo pontuou que é complexo a solução das pendências dos hospitais e que a realização de licitação e processo seletivos demandam tempo.

Na prática, com o decreto, o Paiaguás pode manter os contratos vigentes e acessar fontes orçamentárias com mais facilidade. Ele também poderá contratar fornecedores de materiais para garantir os serviços de atendimento. Além disso, pode justificar novas contratações temporárias de pessoal e remanejar o orçamento de acordo com sua prioridade.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário
Coloque seu nome aqui