MORRO DE MEDO DO MORRO – Dr. Francisco Mello

Fullbanner1

Resenha

MORRO DE MEDO DO MORRO – Dr. Francisco Mello

Fonte:
SHARE

O morro não morre de amores por mim
Sim, porque eu morro de medo do morro
Veja que até no ladrar do cachorro,
O eco traz sorro e também guaxinim.

Pelo morro, não morro de amores
Em tempo de flores é que eu o visito
E no mais, acho muito esquisito,
As suas cavernas com os seus odores.

Vivas tu sem morreres na masmorra
Mas, morras longe de um morro sombrio
Que seja na campanha ou no prado frio
Mas, em morro de ventos uivantes, é zorra.

E acaso o morro seja na cidade
Com sinceridade aumenta meu medo
Forte na verdade revelo um segredo
Prefiro o degredo que a comunidade.

Dr. Francisco Mello dos Santos. Advogado Criminalista. OAB-MT 9550. Especialista em Direito Penal e Processual Penal. [email protected] (669)96892292.