Home Chicote Medeiros segue com a bandeira do Hospital Universitário em Rondonópolis
Prefeitura Roo
Fullbanner1

Medeiros segue com a bandeira do Hospital Universitário em Rondonópolis

Fonte: Da Redação NMT
Parlamentar em visita a UFMT, ainda em 2016, para já tratar do tema. Foto - RedesSociais

Para quem acompanha as lutas políticas dos representantes públicos de Rondonópolis, a atitude protagonizada pelo senador da República, Wellington Fagundes (PR), no início desta semana, em encontro com o prefeito Zé do Pátio, no Paço Municipal, foi qualquer coisa de ridícula. Fagundes afirmou que tem encampado a luta pela federalização do Hospital Regional da maior cidade da região, tornando-o Universitário, a pedido do deputado estadual, Claudinei Lopes (PSL), que sequer saiu da mamadeira em seu mandato, está no quarto mês de Assembleia Legislativa, e tem se especializado em trazer para a pessoalização algumas lutas realizadas por agrupamentos políticos da cidade, que tem conseguido se inserir por boa vontade dos mais “veteranos”. .

A fala de Fagundes, especificamente, ou faltou com memória da parte do parlamentar, ou mesmo de boa fé, aproveitando da ausência no recinto do político que tem atuado, de fato, nesta frente desde 2015. O atual deputado federal e ex-senador, José Medeiros (Pode/MT), já realizou dezenas de reuniões em Brasília, entre Ministério da Educação e Saúde, além de vários encontros com a comunidade acadêmica da Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT, agora Universidade Federal de Rondonópolis – UFR, para discutir um novo formato para o Hospital Regional.

Medeiros, aliás, chegou a ter tudo encaminhado para que se efetivasse a nova gestão compartilhada do Hospital, o que seria muito importante principalmente para o reforço prático do curso de Medicina local. Quando tudo estava encaminhado e todas as partes aparentemente atendidas, o ex-governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB), temendo que isso configura-se uma incapacidade administrativa da sua parte em gerir a unidade de saúde, resolveu vetar a iniciativa e fez com que o assunto retornasse à estaca zero.

O líder do Podemos no estado, atual vice-líder do Governo de Jair Bolsonaro na Câmara Federal, retomou as discussões junto aos novos ministros e adiantou o processo junto ao Ministério da Educação – MEC e também no da Saúde. Medeiros chegou, inclusive, a postar um vídeo, recentemente, em frente ao MEC, falando sobre o assunto logo após mais uma reunião para tratar da pauta com o então ministro, Ricardo Velez. Novamente, segundo o deputado, existe vontade da União para o acordo, bem como da UFR e agora do próprio governador, Mauro Mendes (DEM).

Em contato rápido com a assessoria do parlamentar, em Brasília, alguns dos muitos ofícios em bloco trabalhados pelo parlamentar com todos os envolvidos, desde o início do seu mandato no Senado, foram enviados à redação do NMT para comprovar as articulações.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário
Coloque seu nome aqui