Home Sub Destaque Justiça aceita acusação e mulher que matou amiga após boatos vira ré
Prefeitura Roo
Fullbanner1

Justiça aceita acusação e mulher que matou amiga após boatos vira ré

Fonte: OLHAR DIRETO
Foto: Foto: Montagem / Olhar Direto

O juiz Wagner Plaza Machado, de Rondonópolis (a 219km de Cuiabá), aceitou a acusação formal do Ministério Público Estadual (MPE) contra  Aldirene da Silva Santana, 26, pelo crime de homicídio por motivo fútil de Fernanda Souza Silva, de 22 anos. Aldirene tem dez dias para responder a acusação do MPE. A decisão é do dia 20 de março.

De acordo com a denúncia do MPE, há provas suficientes para que Aldirene da Silva seja acusada de homicídio. “O crime foi praticado por motivo fútil, uma vez que a denunciada teria delatado a vítima para o indivíduo com o qual se relacionava”. Aldirene vai responder por crime de homicídio por motivo fútil, previsto no artigo 121, parágrafo 2º, inciso II, do Código Penal, com implicações da Lei Federal nº 8.072/1990.

O Ministério Público Estadual ainda requer a restituição do celular da vítima, uma vez que não interessa o feito, mas exige que “seja autorizada a extração e acesso aos dados do aparelho celular apreendido em poder da denunciada, uma vez que poderá conter provas importantíssimas ao deslinde do feito e ainda esclarecer possível envolvimento de outras pessoas no evento criminoso”.

O crime

Fernanda Souza Silva foi morta por Aldirene da Silva Santana em 26 de fevereiro, dentro de uma quitinete, com uma facada na região torácica esquerda. De acordo com investigações, Fernanda teria ido tirar satisfações com Aldirene após a própria, supostamente, espalhar boatos de que ela estaria se envolvendo com outros homens – o boato se deu por ciúmes de Aldirene pelo ex-namorado.

Presa pelo crime, Aldirene disse à PM que estava em casa, nessa quitinete, quando foi procurada por Fernanda e uma amiga dela, J.P.R., de 34 anos.

As três mulheres começaram a discutir, até que, na versão da suspeita, Fernanda teria jogado o celular de Aldirene no chão durante essa briga e a agredido em seguida. Na sequência, Fernanda foi agredida a facadas. Na versão da testemunha, Aldirene teria recebido as duas com uma faca em mãos.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário
Coloque seu nome aqui