Home Destaque Envolvido em imbróglio na saída do PR, Maggi diz que PMDB é...
Prefeitura Roo
Fullbanner1

Envolvido em imbróglio na saída do PR, Maggi diz que PMDB é “caminho sem volta

Megaempresário e atual senador espera aprovação de PEC em Brasília para mudar 'sem medo' sua sigla partidária

Fonte:

O senador Blairo Maggi (PR) confirmou que o ato de filiação ao PMDB, realizado na última semana, em Brasília, durante encontro nacional da sigla, ainda não oficializou sua ida para o partido.Segundo ele, ainda existem dúvidas em relação à interpretação da lei eleitoral e, portanto, optou por ainda não sacramentar a sua desfiliação do Partido da República (PR).

“Recebi algumas informações de que nos teríamos algum problema na legislação eleitoral, porque, depois que o STF (Supremo Tribunal Federal) autorizou a troca de partido para cargos majoritários, o Congresso aprovou uma nova legislação sobre janela que os parlamentares têm para trocar de partido antes da eleição”, afirmou.

“Como essa legislação aprovada no Congresso estabelece que a regra é para todos os cargos eletivos, ficou a dúvida se essa lei sobrepõe à interpretação do STF. Então, estamos aguardando esse esclarecimento”, completou Maggi, que obviamente não imagina a hipótese de perder o mandato, mesmo que já não não transita com conforto há anos em meio aos republicanos.

“Vou mesmo para o PMDB. Não fiz a filiação oficial, pois houve esse problema de entendimento em relação à legislação eleitoral. Mas a troca de partido é um caminho sem volta, até o ato já foi feito pelas lideranças da sigla”, disse Maggi, referindo-se ao evento, que contou com as presenças do vice-presidente da República, Michel Temer, dos presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (RJ), e do Senado, Renan Calheiros (AL).

O senador afirmou ainda que, em um prazo de até duas semanas, deverá oficializar a troca de sigla.

Consulta

Enquanto isso, Maggi aguarda o resultado de uma consulta que os advogados do PMDB solicitaram ao Tribunal Superior Eleitoral e ao próprio STF, para dirimir quaisquer dúvidas em relação à troca de partido.

Paralelo a isso, Maggi afirmou que o Senado deve votar, ainda esta semana, uma Proposta de Emenda a Constituição (PEC), que, segundo ele, esclarece definitivamente as dúvidas relacionadas à legislação eleitoral.

“Essa PEC veio da Câmara e está no Senado, devemos votá-la na quarta-feira. Existe um dispositivo nessa PEC que esclarece definitivamente essa situação. Ao que tudo indica, será aprovada, pois já passou na Câmara e há um entendimento no Senado de que ela deve prosperar”, afirmou.

“Aprovada essa PEC, logo após a sanção, as coisas ficam completamente definidas. Acredito que dentro de uma ou duas semanas já resolvo isso (filiação)”, completou o senador.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário
Coloque seu nome aqui