Home Chicote Empossado, Mendes fala em recuperação judicial para MT e é cornetado
Prefeitura Roo
Fullbanner1

Empossado, Mendes fala em recuperação judicial para MT e é cornetado

Fonte: Da Redação NMT
Gestor na iniciativa privada e ex-prefeito de Cuiabá, Mendes assume MT com grandes problemas. Foto - OD

Mauro Mendes (DEM) não poupou de usar seus os mais fortes adjetivos do seu bom vocabulário no dia de sua posse como governador de Mato Grosso, nesta terça-feira (1), para classificar a realidade orçamentária do estado como “duríssima” e disse mais: chamou de “sombrio” o mês de janeiro em que terá pela frente. O novo gestor já se depara com o déficit de pagamento do 13º salário de 20% do funcionalismo estadual deixado por Pedro Taques (PSDB), algo em torno de R$ 120 milhões de rombo, além do salário de dezembro, que já terá de quitar nos próximos dias.

Mendes pincelou a situação que já teve acesso e comparou o caixa do estado a uma empresa próxima da falência. “Mato Grosso deve os servidores, a praticamente 100% dos seus fornecedores, aos poderes, aos municípios, deve para a saúde uma quantidade muito grande. O Estado hoje precisa de algo semelhante a uma recuperação judicial”, resumiu.

Diante do exemplo dado, alguns corneteiros de plantão dos bastidores políticos chegaram a comentar, em tom de brincadeira, que se a situação é, como dita pelo governador, de recuperação judicial, de fato, os mato-grossenses não poderiam ter elegido melhor nome para o Paiaguás, fazendo alusão a situação de quatro empresas de Mendes que passaram por grandes dificuldades nos últimos anos e tiveram de entrar exatamente no estágio citado.

Mendes também já adiantou que o método do “facão” administrativo não deve ser piedoso com cargos de confiança para dar solução ao emperramento da máquina. “Entre cargos comissionados, contratados e funções gratificadas, mais de três mil serão eliminados já no início da nossa administração”.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here