Home Editorias Brasil DA CADEIA: Lula aponta incoerência de Moro e Guedes, mostrando apego com...
Prefeitura Roo
Fullbanner1

DA CADEIA: Lula aponta incoerência de Moro e Guedes, mostrando apego com posto de líder oposicionista

Fonte: Da Redação NMT
Foto - REUTERS / Paulo Whitaker

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT), apesar de preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, segue tão ativo politicamente como sempre foi. Neste meio de semana, ele resolveu usar sua conta no twitter, ou provavelmente pediu para que assessores assim o fizessem, para criticar o Governo de Jair Bolsonaro (PSL), mais especificamente dois dos seus mais influentes ministros. O petista criticou o pacote anticrime de Sérgio Moro, da Justiça e Segurança Pública, e o trabalho em cima da Reforma da Previdência, que atribuiu a Paulo Guedes, da Economia.

Para Lula, a ação de um acabará impossibilitando o sucesso das pretensões do outro. “Pobre Brasil. Um ministro (Moro) apresenta um pacote pra combater o crime. Outro (Guedes) promete um pacote que vai aumentar a desigualdade e, por consequência, a criminalidade, que é a Reforma da Previdência (sic)”, postou. Usando a hashtag #RecadoDoLula, o líder partidário acaba por diminuir o lastro da crítica de Fernando Haddad (PT) e outras lideranças que tentam se criar autonomamente grandes na esquerda, nitidamente trazendo para si a figura maior da oposição. Isso, para muitos analistas, pode arriscado do ponto de vista de conseguir derrubar o atual presidente de um projeto de reeleição ou mesmo de vencer um candidato apoiado pelo mesmo.

Imaginando não só o seguimento da pena do Triplex, mas até outras prováveis condenações que garantiam o seguimento da sua inelegibilidade, a postura protagonista de Lula poderia fazer com que um mandato apenas razoável de Bolsonaro lhe garanta seu seguimento no poder. Isso se daria também pelo fato de que a própria imagem desgastada de Lula, tão grande quanto o de adoração à sua figura, poderia trazer aos líderes dos adeptos da direita extrema a opção de seguir contrapondo com o mandatário petista e assim manterem seu público unido politicamente e com boas projeções eleitorais.

Abusando dos discursos populistas, Lula ainda tuitou as chamadas frases de efeito que seu público tanto adora para criticar a política de ações policiais mais efetivas, defendidas por Bolsonaro. “Falta a esse governo entender que o Estado precisa entrar nas favelas com política pública e não só com polícia”, disse.

 

1 COMENTÁRIO

  1. O Lula tá mesmo na “titica”! Vejam só: o pastor meu vizinho tem um “vira-lata” que sempre atendeu pelo nome de “BOB”. De algum tempo para cá tenho observado que estão chamando o “sarnento” de LULA. Então perguntei: Por quê estão chamando o cão de Lula? Responderam: “É que ele estava solto e fazendo muita arte, agora ESTÁ PRESO! Fui chamá-lo de Lula e ele rosnou ameaçadoramente. salvo engano, o “dog” não gostou da comparação.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário
Coloque seu nome aqui