Home Chicote Vereador perde a paciência com Pátio e está prestes a deixar base...
fullhome_2
fullinterna_1
fullinterna_3

Vereador perde a paciência com Pátio e está prestes a deixar base de apoio


| Fonte: Da Redação NMT
Encontro com o prefeito, como esse de 2017, tem sido coisa rara e irrita o vereador. Foto - Redes Sociais

Defensor assíduo de Zé Carlos do Pátio (SD), chegando a dizer, inclusive, que o prefeito de Rondonópolis era o “melhor do Brasil”, o vereador João Mototáxi (PSL) tem reformado seus conceitos e ameaça até deixar a base de apoio do gestor municipal na Câmara de Vereadores. A revolta do parlamentar, segundo o que um assessor muito próximo comentou com a reportagem, é pela indiferença de Pátio para com os representantes ditos “populares” do legislativo, grupo que inclui o próprio Mototáxi, Beto do Amendoim (PSL) e alguns outros.

João está convencido de que a parceria que busca ter no Executivo só lhe está rendendo prejuízos. “O vereador está bravo e com razão. O prefeito diz que defende as pessoas mais humildes, mas os vereadores ligados aos mais pobres são diminuídos na Prefeitura. O João está cansado de marcar com o prefeito, chegar lá e não ser atendido, enquanto outros não têm esse problema. Ele não quer nada pra ele, está levando as demandas da região que representa. Está difícil, até porque as poucas coisas que atendem eles (Executivo) começam e não terminam”, esbravejou o assessor, que confirmou replicar o exato sentimento do vereador.

Próximo de sair do PSL, João estaria até repensando sua ida quase garantida ao PTB, já que é mais do que certo que o partido estará junto com Pátio em seu projeto de reeleição. Nem a boa relação que Mototáxi tem com Biliu, o novo líder político do PTB, parece que será suficiente. A grande verdade é que o vereador está sendo mais uma “vítima” das tantas que o atual prefeito de Rondonópolis fez durante toda sua carreira política. O que Pátio fala de manhã, muda a tarde, ou melhor, muda exatamente após a pessoa sair de sua sala e ele então chamar de volta o secretário e ordenar exatamente o contrário do que disse na frente do requisitante.

Quando o gestor reclama de “abandono” político ele mente e o NMT já mostrou diversas matérias mostrando isso. No entanto, apesar de Rondonópolis e seu povo não merecer nenhum tipo isolamento, seu comandante atual parece que faz de tudo para ganhar a antipatia alheia. Ele desrespeita as pessoas e depois ainda assume a veste do vitimismo, sua performance preferida.

 

rodape_mat
Rodape_Mat2

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here