Home Editorias Polícia Após drogar e estuprar mulher, grupo divulga vídeo no WhatsApp
fullhome_2
fullinterna_2
fullinterna_3

Após drogar e estuprar mulher, grupo divulga vídeo no WhatsApp


Vítima relatou que se sentia como se estivesse “tendo uma experiência fora do corpo” durante o abuso sexual
| Fonte: Metrópoles
Reprodução

Um grupo de cinco funcionários é acusado de drogar e estuprar uma mulher de 50 anos em Nápoles, na Itália. O crime ainda foi gravado e compartilhado em um grupo de WhatsApp. As informações são do jornal The Sun.

Em depoimento, a vítima relatou que foi drogada enquanto estava no bar de um hotel em Sorrento. Ela estava curtindo o último dia da viagem, realizada em outubro de 2016, logo após a morte do marido.

“Há evidências de que este ataque sexual em grupo foi realizado com o uso de drogas”, explicou promotor Antonio Barba. O DNA de dois homens foi encontrado nas unhas da mulher.

O abuso teria ocorrido logo após drogarem a mulher, que teve a identidade preservada. A vítima relatou que se sentia como se estivesse “tendo uma experiência fora do corpo” durante o ataque.

O promotor também detalhou que os homens gravaram o ataque e o compartilharam no grupo de WhatsApp intitulado “Hábitos Sujos”.

Os acusados são: Antonino Miniero, Gennaro Davide Gargiulo, Raffaele Regio, Francesco Ciro D’Antonio e Fabio De Virgilio. Serão realizadas novas análises de exames.

Os acusados negam ter estuprado a mulher e garantem que a relação sexual foi consensual. Um promotor exigiu condenação a pena máxima de nove anos de prisão.

rodape_mat
Rodape_Mat2

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here