Home Editorias Polícia Acusado de cortar pênis e deixar homem sangrar até morrer é preso
fullinterna5
fullinterna_1
fullinterna_3

Acusado de cortar pênis e deixar homem sangrar até morrer é preso


Jeferson da Silva, conhecido como Goiaba, foi encontrado nesta terça-feira (03/12/2019). Crime aconteceu no Sol Nascente, em Ceilândia
| Fonte: Metrópoles
Reprodução

Um dos homens envolvidos na castração e morte de José Anchieta de Medeiros, 59 anos, foi preso nesta terça-feira (03/12/2019). Jeferson da Silva Marques, conhecido como Goiaba, é apontado como um dos autores do crime cometido, em 18 de novembro, na casa da vítima, na Chácara 7 do Sol Nascente, em Ceilândia.

José teve os órgãos genitais arrancados com uma faca. O motivo do crime seria uma denúncia de que ele costumava mostrar o pênis a crianças da região.

O caso aconteceu durante a madrugada. Duas pessoas invadiram a residência e desferiram vários golpes de faca contra José. Outro homem, de 48 anos, que estava na casa, também foi atingido, mas conseguiu fugir. José acabou imobilizado, teve os genitais cortados e sangrou até a morte.

O sobrevivente conseguiu chegar ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC), foi atendido e teve alta no mesmo dia.

Goiaba, no entanto, nega participação no crime. De acordo com o acusado, ele realmente invadiu a casa da vítima no dia do homicídio, mas não desferiu facadas. “Alega apenas que entrou em luta corporal, teria usado um garfo para arranhar o pescoço de José e, depois, teria ido embora”, relata o delegado Marco Aurélio Sepúlveda, da 23ª DP (Ceilândia Sul).

Outra parte do depoimento do acusado que não bate com o relato de testemunhas é a de que Jeferson teria ido sozinho à casa da vítima. “Ele diz que estava no bar bebendo e decidiu fazer isso desacompanhado, o que contraria todos os ouvidos até agora, inclusive o outro homem que estava na residência”, afirma o delegado.

rodape_mat
Rodape_Mat2

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here