Home Chicote Pau quebra em grupo do PSL e Barbudo xinga apoiadores
fullhome_2
fullinterna_1
fullinterna_3

Pau quebra em grupo do PSL e Barbudo xinga apoiadores


| Fonte: Da Redação NMT
Mudança de postura de deputado e arrogância são alvos de críticas de bolsonaristas, que recebem de volta a fúria de parlamentar. Foto - O Livre/Ednilson Aguiar

O deputado federal, Nelson Barbudo (PSL), é do tipo de político que não convive bem com as críticas. “Sumido” em Brasília, onde se esperava muito mais atividade dele em defesa do Governo de Jair Bolsonaro (PSL), o parlamentar manteve o silêncio na polêmica da semana entre o atual presidente da República e o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar (PSL). Enquanto um grupo emitiu nota de apoio irrestrito a Bolsonaro, Barbudo se calou e manteve a fidelidade ao PSL e a Bivar, que comanda o partido com um dos fundos partidários de dinheiro público mais gordos do Brasil atual.

A postura de Barbudo irritou apoiadores, como Marcelo Duarte, proprietário do site “Marreta Urgente”, de Rondonópolis, Thiago Lima, jovem militante bolsonarista, Zé Trindade, também figura conhecida entre os partidários e outras pessoas de destaque do núcleo de apoio e que ajudaram ativamente na linha de frente da campanha de Barbudo, como o empresário Jones Pagno e Aníbal Laurindo. O grupo, que foi fundamental para o desconhecido ex-vereador de Alto Taquari ser o mais votado para a Câmara Federal no estado, vistoria cada passo do parlamentar e tem o irritado.

Após ser alvo de alguns contrapontos em um grupo de whatsApp, Barbudo perdeu a linha e agrediu verbalmente vários destes aliados, disparando adjetivos como “vagabundo”, “safado”, “otário” e “idiota” a vários que há um ano atrás lhe fizeram comemorar uma vitória que talvez nunca pensou ser possível nos seus sonhos passados mais otimistas. O deputado desqualificou o site “Marreta Urgente”, enquanto que num vídeo antes de ser deputado disse que o veículo era um dos melhores do Brasil.

Após praticar suas ofensas, motivadas pela ira por não saber explicar sua postura em proteção a Bivar e pelo seu chefe de gabinete, Rafael Dal Bó, não ser do agrado de muitos do grupo, já que apoiou diversas campanhas petistas no passado, o deputado ainda ouviu mais poucas e boas dos apoiadores numa tréplica. O jovem Thiago Lima afirmou que o deputado não tem o direito de chamar ninguém do grupo de vagabundo, até por ele é empregado do povo.

Acompanhe a confusão do grupo do PSL da região sul abaixo, envolvendo Barbudo (fizemos um compilado dos momentos mais quentes da discussão, os alvos da ira do deputado são várias pessoas):

Resposta de integrante do grupo a ofensas desferidas pelo deputado:

Barbudo, antes de se tornar deputado, elogiando site que agora critica:

 

 

rodape_mat
Rodape_Mat2

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here