Home Destaque Tempo seco e calor intenso podem sobrecarregar aparelhos elétricos e aumentar conta...
fullhome_2

Tempo seco e calor intenso podem sobrecarregar aparelhos elétricos e aumentar conta de energia


| Fonte: Olhar Direto
Foto: Reprodução

Com o tempo seco e as altas temperaturas que atingem Mato Grosso nos últimos meses, muitos consumidores acabam sendo surpreendidos ao verem que as contas no final do mês tiveram um aumento acima do esperado. A superintendente do Procon Estadual, Gisela Simona, dá dicas para o consumidor economizar energia e orientações de como proceder caso haja a queima de algum produto ocasionado por oscilações na rede elétrica. “É importante lembrar que essa onda de calor é normal e é esperado que se tenha um percentual de aumento por força do calor”, afirma.

Os mato-grossenses estão receosos com a chegada das faturas de energia elétrica devido ao aumento do consumo com ventiladores, aparelhos de ar-condicionado e até mesmo com a maior frequência com que abrem a geladeira. Diante disso, o Procon estadual afirma que embora seja um período de maior consumo, é importante que o consumidor verifique as faturas do mesmo período do ano anterior para que possa fazer um comparativo.

“Sobre a conta de energia é sempre importante o consumidor lembrar que, embora seja um período muito quente, todos os anos nós temos os meses de agosto, setembro e outubro como meses bem quentes então é preciso olhar o histórico de consumo de quantos quilowatt-hora foi utilizado nos meses do ano anterior para servir de parâmetro”, afirma Gisela Simona.

Com isso, a rede elétrica ou até mesmo alguns aparelhos podem sofrer com sobrecarga e sofrerem prejuízos. Caso algum aparelho queime ou apresente defeito após oscilações na rede elétrica, o Procon orienta que o consumidor entre em contato com a concessionária de energia elétrica através do call Center da empresa e abra um chamado para que um dos técnicos vá até o endereço e verifique o aparelho que sofreu alguma avaria e anotar o número do protocolo.

Segundo a superintendente, os atendentes irão perguntar a data e o horário que aconteceu a queima do produto. “É importante que o consumidor passe os dados o mais corretamente possível, caso ele não saiba ele deve dizer a última vez que viu o aparelho funcionando. Se ele não souber ou não estava em casa quando o produto deixou de funcionar é importante ele deixar isso claro porque as vezes temos a negativa da empresa que após consultar o horário dito pelo consumidor, verificou que não teve nenhuma oscilação na rede”, alerta Gisela.

É importante lembram também que o conserto imediato do produto sem aviso prévio a concessionária, pode ocasionar a perda de direitos. Gisela explica que se o aparelho que deixou de funcionar for um produto que armazene alimento perecível como geladeira ou freezer, a empresa prestadora de serviço elétrico tem o prazo de um dia útil para autorizar o conserto. Para os demais eletrodomésticos o prazo é de até 10 dias úteis.

E ainda alerta que a concessionária de energia elétrica não pode exigir nota fiscal do aparelho e que, caso haja alguma negativa em prestar o atendimento solicitado, é importante que o consumidor faça no mínimo três orçamentos e que também tenha um laudo técnico que comprove que aquela queima foi ocasionada por oscilação de energia elétrica. Após o conserto, o consumidor pode ir com essa documentação e a nota fiscal do que ele gastou até o Procon estadual para tentar obter o ressarcimento.

Dicas para economizar energia elétrica

Algumas medidas podem ser tomadas para tentar, ao máximo, economizar no gasto com energia elétrica. Veja abaixo;

– Chuveiro: contamos com um clima seco e quente essa época do ano em Mato Grosso, por isso opte por utilizar o chuveiro na temperatura natural, que não consome energia elétrica;

– Ar-condicionado: ainda que seja aliado do conforto, este equipamento consome muita energia. Evite utilizá-lo na potência máxima ou durante longos períodos em situações desnecessárias. Além disso, feche todas as portas e certifique-se de que não haja frestas no ambiente refrigerado para não haver desperdício;

– Geladeira: tenha em mente o que vai retirar da geladeira, para não permanecer com a porta aberta sem necessidade. Não guarde dentro da geladeira alimentos muito quentes e lembre-se de regular a potência do equipamento de acordo com o manual de instruções.

– Ferro de passar roupas: evite passar roupa de forma fracionada. Para economizar, o ideal é acumular a roupa e passar de uma vez só.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here