Home Chicote Atitudes de Pátio une nove partidos de oposição em Rondonópolis
fullhome_2

Atitudes de Pátio une nove partidos de oposição em Rondonópolis


| Fonte: Da Redação NMT
Foto - Reprodução

Uma reunião na casa do deputado federal, José Medeiros (Pode/MT), na noite do último sábado (21), mostrou que o prefeito Zé do Pátio (SD) deve ter os principais partidos de oposição juntos em projeto único contra sua reeleição, nas eleições de 2020, em Rondonópolis. As mentiras do atual prefeito, os atos de desrespeito as bancadas federais e estaduais, ao modificar o destino definido de emendas e outras verbas, bem como quando se apossa das indicações parlamentares para lucro político pessoal, entre outras politicagens, tem isolado o gestor municipal.

Forças políticas oposicionistas estão se juntando num só projeto para o ano que vem

Na casa do deputado Medeiros, líder do PODEMOS, estavam representantes do PSDB, que já lançou Rodrigo da Zaeli (PSDB) como pré-candidato a prefeito; o ex-vereador, Ibrahim Zaher (PSB), que também colocou seu nome à disposição de um projeto majoritário, e participou do encontro ao lado do pai, o também ex-vereador, Mohamed Zaher; o PROS, que apresentou o nome do empresário Luizão da Agroferragem para uma possível candidatura, enviou representante; o deputado estadual Nininho, liderança do PSD, também fez parte da roda de conversa, bem como seu companheiro de parlamento, Thiago Silva (MDB), outro nome relevante que se apresentou disponível ao grupo para concorrer.

Também fazem parte deste agrupamento, o PRB do ex-prefeito de Rondonópolis, Adílton Sachetti, que não participou da reunião porque estava em viagem, bem como o PSL do deputado estadual, delegado Claudinei Lopes, que tem o nome do empresário, Michel Pagno, como opção. O DEM, do vereador Thiago Muniz, que acumula o grupo político do ex-prefeito Percival Muniz, também está junto no provável arco de aliança. O consenso das conversações é para o afunilamento em uma chapa única, nascida entre os nomes apresentados de acordo com direcionamentos estratégicos. Pesquisas de opinião popular e outros contextos políticos devem ser os próximos temas das reuniões que virão por aí.

A solidificação de um projeto que fale a mesma língua entre os grandes partidos de oposição é uma péssima notícia para a mais do que provável tentativa de reeleição de Pátio. Até porque, segundo amostragens de consumo interno, bem como conhecimento já difundido entre os analistas da política local, ao mesmo tempo que o atual prefeito reúne um relevante público cativo e fiel ao seu lado, acumula também uma rejeição considerável com boa parcela da população, que não votaria em si de maneira alguma. Se esta força política anti-Pátio unir-se numa só direção, o prefeito vai acabar batendo de frente com a negatividade que ele mesmo construiu com suas atitudes. O próprio prefeito sabe disso, tanto que tem renegado regiões da cidade onde não tem popularidade, para focar ações e investimentos em seus redutos. A aposta, é claro, é na divisão das forças contrárias.

 

 

1 COMMENT

  1. Todos do atual prefeito e a maioria da reuniao nao tem compromisso c/ Rondonópolis.
    Somente c/ o bolso e seus privilégios.
    Uma pena Rondonópolis so esta piorando sem ter a quem recorrer.
    Pra comecar a cidade tem como se divertir.
    Sem opção em tudo, desacreditada.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here