Home Editorias Brasil Barbudo torce por saída, mas restante do PSL se movimenta para Selma...
fullhome_2

Barbudo torce por saída, mas restante do PSL se movimenta para Selma ficar


| Fonte: Da Redação NMT
Barbudo quer a vaga de Selma e espera sua saída. Foto - Reprodução/RedesSociais

A senadora da República, Selma Arruda (PSL/MT), tem procurado uma nova casa partidária, que tem tudo para ser o Podemos, e já arruma as malas para deixar o PSL. Ela, que responde um processo complicado no Tribunal Superior Eleitoral – TSE e já foi cassada em primeira instância, tem grandes chances de deixar o mandato por força judicial e se sente pouco respaldada pela direção nacional da sigla de Jair Bolsonaro (PSL).

Em Mato Grosso, maior parte das correligionários têm lamentado sua possível partida e muitos, como o deputado estadual, Silvio Fávero (PSL), têm se mexido e tentado convencer a parlamentar federal a mudar seu projeto de migração. Fávero, inclusive, tem liderado um movimento interno de apoio a Selma, fechando questão sobre seu nome ser o que o partido colocará numa disputa pela Prefeitura de Cuiabá, mesmo que fique sem mandato. A ideia, porém, deve esbarrar nos limites da Lei da Ficha Limpa.

Por outro lado, embora em silêncio sobre o assunto na imprensa, o deputado federal Nelson Barbudo (PSL) tem aguardado ansiosamente a saída de Selma e só não soltará rojões para não ficar feio. Como já tem ficado bem nítido, a verdade é que Barbudo, embora lidere o partido, é daqueles que focam em seus projetos pessoais em detrimento do coletivo. O deputado não tem escondido para pessoas próximas que a partida da senadora representará um alívio.

A verdade é que a perda de representação direta com a saída de uma senadora da República, o que é uma péssima notícia para qualquer partido, surge como positivo no interesse de Barbudo. Ele não aguenta mais ter que esconder sua verdadeira obsessão pela vaga que deve ser deixada por Selma. A necessidade de ter modos e respeito com a colega tem lhe inquietado.

Ainda quando o processo estava no Tribunal Regional Eleitoral – TRE, o deputado não teve escrúpulos em anunciar pré-candidatura em caso de vacância, o que causou e ainda causa o descontentamento de Arruda com sua referida pessoa barbuda. Outra esperança de Nelson é que a saída de Selma do partido lhe permita conversar abertamente com Bolsonaro sobre sua iminente candidatura ao Senado Federal na eleição extemporânea que deve ser marcada para Justiça Eleitoral.

Informações que chegam de Brasília, porém, dão conta de que o presidente não pretende passar perto do assunto, já que sabe que boa parte da classe política do estado, talvez toda ela fora o próprio PSL, não deve caminhar com Barbudo numa eventual candidatura. Bolsonaro tem mostrado, em diversas situações, que a última coisa que almeja no momento é arranjar inimigos dentro do Congresso Nacional.

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here