Home Editorias Rondonópolis Saúde alerta população para se vacinar contra o sarampo após surtos identificados...
fullhome_2

Saúde alerta população para se vacinar contra o sarampo após surtos identificados no Brasil


| Fonte: Assessoria
Foto: ilustrativa

A Secretaria Municipal de Saúde de Rondonópolis faz um alerta para que as pessoas que ainda não tomaram a vacina tríplice viral, que previne contra o sarampo, além de caxumba e rubéola, procurem uma das unidades básicas de saúde na cidade para serem imunizadas. A preocupação é a de evitar que casos de sarampo possam ocorrer em Rondonópolis, já que segundo dados do Ministério da Saúde há surtos da doença identificados nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Pará. Em Mato Grosso nenhum caso foi confirmado até o momento.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Izalba de Albuquerque, é muito importante que as pessoas tomem a vacina contra o sarampo, pois é a única forma de prevenção eficaz contra a doença. “As pessoas precisam estar imunizadas para evitarmos que casos possam ocorrer na cidade”, ressalta.

Ainda, conforme a secretária, diante da situação de surto da doença em alguns estados do país a população de Rondonópolis deve ficar atenta, pois a cidade é um entroncamento rodoferroviário o que torna grande o fluxo de pessoas de várias partes do Brasil na cidade, que estando com a doença podem transmiti-la rapidamente.

A Saúde informa que a vacina está disponível em todas as unidades básicas do município para a população e a equipe da Vigilância Epidemiológica também está vacinando todos os profissionais que atuam na área de saúde nos hospitais públicos e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

A doença

O sarampo é uma doença viral altamente contagiosa, podendo evoluir para complicações graves e óbito. Ela é transmitida por meio de secreções expelidas pelo doente ao falar, tossir ou espirrar.

Os principais sintomas são febre alta, coriza, tosse, conjuntivite, manchas esbranquiçadas na boca e manchas vermelhas pelo corpo.

Quem pode vacinar

A tríplice viral deve ser tomada por crianças acima de seis meses a menores de um ano (em situação de surto), por crianças acima de um ano e população em geral até os 29 anos (duas doses), para as pessoas acima de 30 anos até os 49 anos (uma dose) e para a população acima de 50 anos até os 59 anos (uma dose em situação de surto).

Crianças com menos de seis meses, gestantes, pessoas em tratamento de câncer e com HIV não podem tomar a vacina.

Casos no Brasil

Conforme os dados do Ministério da Saúde atualizado em 2 de agosto, desde o início de 2019 foram notificados 4.226 casos no país, com 907 confirmações. Há ainda 2.740 casos sendo investigados.

Em Mato Grosso os últimos registros de sarampo confirmados ocorreram em 1998 e 1999. Em 2018 e 2019 houve casos suspeitos, mas foram descartados por critério laboratorial.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here