Home Destaque Secretária rebate críticas sobre a gestão da saúde no município
fullhome_2

Secretária rebate críticas sobre a gestão da saúde no município


| Fonte: Assessoria
Foto: Assessoria

A secretária de Saúde do município, Izalba Albuquerque, apresentou nesta sexta-feira (09) documentos que comprovam a realização dos repasses de recursos estaduais federais em dia e também a evolução do aumento no valor dos contratos que a Prefeitura realizou nos últimos anos com o hospital e Maternidade Santa Casa de Rondonópolis.

Conforme o último convênio firmado pelo município com o hospital o repasse mensal tem valor R$ 653 mil que totalizam durante todo o ano R$ 7,8 milhões. “Esse montante é um incentivo que pagamos para complementar a tabela SUS que o governo federal paga pelos serviços médicos para a população”, explicou a secretária.

Quando a equipe atual assumiu a gestão no município o valor do convênio com a Santa Casa era de R$ 48 mil por mês. Nesse mesmo ano a Prefeitura atualizou o convênio e elevou esse valor para R$ 140 mil por mês, equivalente a cerca de R$ 1,7 milhão por ano de incentivos somente para o hospital.

Atualmente o valor que o município repassa para a Santa Casa é duas vezes maior do valor pago na tabela SUS, ou seja, o custo do procedimento médico é pago pela União e a Prefeitura completa com o dobro do valor para o hospital. Além disso, Izalba Albuquerque afirmou que parte do repasse refere-se a um incentivo para os médicos que deveriam ser pagos pela Santa Casa.

“Temos visto inverdades de que a Prefeitura não tem tratado a Santa Casa como parte integrante do sistema de saúde do município. Se com esses valores expressivos dos repasses que fazemos dizem que não consideramos a Santa Casa parte da nossa rede, não sei como seria se fosse diferente”, comentou a secretária.

Izalba Albuquerque acredita que pessoas que não conhecem o Sistema Único de Saúde (SUS) e não sabem da realidade do sistema no município acabam propagando informações que não condizem com a realidade, atrapalhando o trabalho e criando uma imagem ruim do serviço de saúde que tem tido muitos avanços na cidade, inclusive com aumentos expressivos dos repasses da Santa Casa.

Só essa semana, a secretária lembrou que o município recebeu mais de 600 aparelhos de ar condicionado e dezenas de cadeiras e longarinas que vão equipar todas as unidades de saúde, instalar onde não tem e trocar os equipamentos que estão com defeito.

“É inadmissível que pessoas que não conhecem a nossa realidade digam inverdades sobre o nosso trabalho. A gestão vê a saúde como um todo, a Santa Casa é parte fundamental e temos cumprido com todos os nossos compromissos com ela. Não é o município o causador dos problemas financeiros que a Santa Casa vem enfrentando”, finaliza a secretária.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here