Home Editorias Mato Grosso Cinzas de vulcão em erupção chegam a Mato Grosso e cancelam voo...
fullhome_2

Cinzas de vulcão em erupção chegam a Mato Grosso e cancelam voo em Cuiabá; risco de danos em aeronaves


| Fonte: Olhar Direto
Foto: Reuters/Mariana Bazo

As cinzas do vulcão Ubinas, localizado no Peru, que entrou em erupção na tarde do último sábado (20), chegaram ao Brasil no último sábado (20) e passaram por Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A situação é alarmante para a navegação aérea, já que pode trazer danos graves a aeronaves. Por conta disto, a Azul Linhas Aéreas teve de cancelar um voo entre Cuiabá e Campo Grande (MS), no fim de semana.

Além dos possíveis danos, as cinzas – que foram lançadas a mais de cinco mil metros de altura e podem demorar meses para se dispersarem – têm a possiblidade de causar até redução na temperatura do ar, como ocorreu em 1991, na erupção do vulcão Pinatubo nas Filipinas.

A circulação dos ventos sobre a América do Sul, na altitude próxima de 10 mil metros, direciona a pluma de poluentes do vulcão Ubinas para o Brasil. Os dejetos sólidos que saem das erupções vulcânicas podem ser sugados pelas turbinas dos aviões causando danos graves, que podem até destruir as turbinas.

Sendo assim, a Azul Linhas Aéreas decidiu cancelar um voo entre Cuiabá e Campo Grande, no sábado. Os passageiros tiveram que seguir de ônibus para seus destinos.

O alerta da chegada das cinzas já havia sido feito pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo da Força Aérea Brasileira, em boletim técnico. No documento, foi informado também a respeito da redução na visibilidade dos pilotos.

Conforme orientado pelo departamento brasileiro, em situações como essas, os pilotos devem ficar em alerta, pois, a fumaça também danifica o motor a ponto do equipamento não funcionar normalmente ou parar.

Vale lembrar que, como as cinzas estão em grandes altitudes, não há risco de saúde para os brasileiros.

Um dos gases normalmente expelidos é o SO2 (dióxido de enxofre), que modifica as cores do pôr do sol, deixando a atmosfera mais púrpura, acentuada para tons de rosa e roxo. O bonito visual pode acontecer em diversas áreas do país.

Erupção

A recente atividade do vulcão Ubinas, que fez o governo do Peru decretar estado de emergência em sete distritos no sul do país, obrigou que 29,7 mil pessoas deixassem suas casas desde a última quinta-feira (18).

As cinzas cobriram 617 escolas e 20 unidades de saúde nas regiões de Moquegua, Arequipa, Tacna e Puno, de acordo com um relatório divulgado neste domingo pelo Centro de Operações de Emergência Nacional (Coen) do Peru.

A atividade do vulcão cresceu em intensidade desde a última quinta-feira, quando o Ubinas chegou a expelir uma coluna de fumaça de cinco quilômetros de altura. O vento dispersou as cinzas, que chegaram até a cidades da Bolívia.

A erupção é considerada como moderada, de acordo com Jersy Mariño, especialista do Instituto Geológico de Mineração e Metalurgia (Ingemmet). Segundo ele, o Ubinas é um considerado um vulcão bastante ativo e é comum que registre atividade a cada cinco ou seis anos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here