Home Editorias Mato Grosso ‘Esse tipo de político me dá nojo’, diz Mauro Mendes sobre Wilson...
fullhome_2

‘Esse tipo de político me dá nojo’, diz Mauro Mendes sobre Wilson Santos


| Fonte: Olhar Direto
Foto: Reprodução

O governador Mauro Mendes (DEM) pesou o tom do discurso contra o deputado Wilson Santos (PSDB), por conta do coro que o parlamentar tem feito para derrubar o projeto que revê os incentivos fiscais concedidos no Estado, em tramitação na Assembleia Legislativa. Mendes não citou nomes, mas relembrou outdoor que o tucano espalhou pela Capital, em que pedia a taxação do agronegócio, e disse ter “nojo” de políticos que não mantêm coerência de posicionamento.

“Eu vi deputado que falou para nós, e temos várias testemunhas, soltou outdoor pela cidade dizendo que o governador podia ter tributado muito mais, teria que fazer muito mais na tributação e que agora nos critica porque estamos fazendo isso. Este tipo de político, que uma hora fala uma coisa e depois fala outra, com todo o respeito, me dá nojo. Precisamos fazer política com a verdade. Podemos até divergir, até ter idéias diferentes, mas precisamos ser coerentes e falar a verdade”, defendeu o governador, durante coletiva de imprensa para esclarecer o tema, na tarde desta quinta-feira (04).

Esta semana, Santos anunciou que tem a garantia de 11 votos contrários à mensagem do Executivo que altera regras para concessão de incentivos fiscais em Mato Grosso. O texto foi retirado de pauta por determinação do presidente da Casa de Leis, Eduardo Botelho (DEM), e deve ter trâmite reiniciado na próxima semana, após passar por adequações.

“Aqui nós fazemos política, governador. Ou o senhor retira essa matéria, ou arruma essa matéria. Os deputados vão corresponder com suas bases. Ou senta para conversar ou vai perder aqui na Assembleia, mesmo tendo uma base enorme vai perder essa matéria aqui. Uma derrota nessa altura dos acontecimentos complica o restante do Governo”, afirmou Wilson, durante audiência pública sobre o assunto, realizada na terça-feira (2).

No mesmo dia, conforme acompanhou Olhar Direto, o governador Mauro Mendes ouviu uma a uma as reivindicações de cada setor atingido pela revisão dos incentivos, admitiu erros no projeto, e indicou que as categorias procurem as secretarias de Fazenda e de Desenvolvimento Econômico para correção de eventuais distorções no texto.

A revalidação dos incentivos fiscais precisa ser aprovada até dia 31 de julho, sob pena de todos os benefícios vigentes perderem validade. A medida segue determinação de uma lei complementar federal aprovada em 2017.

“Eu vim para contribuir com Mato Grosso e fazer um trabalho sério, que aponta os problemas e apresenta soluções. Estamos com esta lei que acredito que será uma boa solução, que pode ser aprimorada e tenho certeza que no final teremos uma excelente lei”, pontuou o governador.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here