Home Editorias Geral Laudo aponta que jovem foi estuprada por PMs dentro de viatura em...
fullhome_2

Laudo aponta que jovem foi estuprada por PMs dentro de viatura em SP


| Fonte: G1
Laudo aponta que jovem foi estuprada por PMs dentro de viatura em SP
Foto: G1

Um laudo pericial aponta indícios de violência sexual contra a jovem de 19 anos que acusa dois policiais militares de estuprá-la em uma viatura em Praia Grande, no litoral de São Paulo.

A informação foi confirmada ao G1 pela Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo nesta quinta-feira (27). Os policiais envolvidos na ocorrência foram presos preventivamente.

“O laudo técnico indica que houve relação sexual e uma pequena lesão genitália, o que aponta o ato criminoso, já que não foi consentido pela vítima”, relata o responsável pela Ouvidoria da Polícia de SP, Benedito Domingos Mariano.

De acordo com Mariano, a vítima também foi ouvida por ele no 1º DP de São Vicente. “Ouvi detalhadamente todo o relato da jovem. Foram cerca de três horas com a vítima para entender todas as circunstâncias do ocorrido”, relata.

“A partir do depoimento dela e tendo acesso ao laudo técnico da polícia, foi encaminhado um ofício com esses dados para a Corregedoria da Polícia Militar”, acrescenta.

Prisão Preventiva

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informa que os policiais envolvidos na ocorrência foram presos preventivamente no Presídio Romão Gomes. Os laudos periciais foram concluídos e estão sendo analisados pela autoridade policial.

Ainda de acordo com a SSP, o caso segue sendo investigado pela Delegacia da Mulher de Praia Grande e pela Corregedoria da PM, que instaurou um Inquérito Policial Militar (IPM).

Além disso, a Polícia Civil afirma que todas as circunstâncias relativas aos fatos são apuradas. Sobre a atuação do Ministério Público, foi informado ao G1 que o inquérito policial ainda não foi relatado ao órgão.

“A nossa expectativa é que o Inquérito Policial Militar conclua pela expulsão dos dois policiais. Acompanharemos a investigação até sua conclusão”, finaliza Benedito Domingos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here